LifeStyle

Sem arrependimentos nem incertezas

a8d7749d95e0da79565986ecd1266328

 

Todos os dias começam de manhã. Sim, eu sei que constatei o óbvio, mas até os óbvios às vezes precisam de ser ditos, por palavras, postos cá pra fora. O dia não começa quando chegarmos onde temos de ir, não começa depois do pequeno-almoço. Mas com certeza, de manhã. Onde e quando acordas, com todo o processo de te preparares para o teu dia, e o cuidado que tens contigo mesmo. Começa aí a tua contribuição para as próximas horas. Faz dela a melhor possível!

Nem sempre acordamos com o melhor humor, ou da melhor maneira, mas pequenas coisas na rotina podem ser uma grande ajuda: uma boa música de fundo para a tua manhã, um ou dois exercícios para fazer o teu corpo começar melhor o dia, um simples copo de água antes do pequeno almoço e um contributo de uma mente positiva contigo próprio e com as tuas expectativas para o dia de hoje, são ótimos exemplos!

Desde o começo deste dia, até ao seu final podemos fazer o que quisermos dele.

O que quisermos. Não quero dizer com isto que tudo vai correr como planeamos, ou como gostávamos, porque pode ser que isso não aconteça. O dia está cheio de factores que estão fora do nosso controle. E é exactamente por isso que não é com esses que nos precisamos de preocupar. O tempo que levamos a pensar no que não podemos controlar só nos leva até essa mesma conclusão, mas agora com menos tempo para dedicar àquilo que é nosso, àquilo que está no nosso poder fazer acontecer ou não.

Descarta essa perda de tempo primeiro que tudo. Aviso que não é uma tarefa fácil, mas no fundo, não é uma “tarefa” de todo, é só uma opção boa. Foca-te naquilo que podes fazer com o efeito que as coisas vão ter no teu dia, nos teus dias e em ti.

O que podes fazer

Deixando de lado aquilo que não podes influenciar, ficam as vastas opções do que realmente podes fazer. Do que realmente está nas tuas atitudes o poder de mudar.

Muito importante é saber reconhecer essas coisas. E muitas vezes só tu é que as vais conseguir perceber, outras, alguém te vai ajudar a vê-las. Mas, muita atenção! Quando te disserem que não podes mudar o mundo, desconfia! O que quero dizer com isto é que, mais vezes do que deveríamos, deixamos de fazer isto ou aquilo porque alguém nos disse que não seriamos capazes, ou que não resultaria… É verdade que deves ouvir aqueles que te querem bem. E não deixes de o fazer! Mas outra verdade é: não te esqueças que também és alguém que te quer bem e tens algo a dizer. Então, vale a pena parar para ouvir a tua opinião, em vez de a eliminar no primeiro “não” de alguém. Mesmo quando esse “não” vem com boa intenção, não quer dizer que esteja certo.

Ás vezes vai ser a tua persistência, ou pura teimosia, que te levará a fazer algo que se ouvisses os outros, de todo, não farias.

Como sei que isto não se ouve muito por ai, achei que devia incluir nos meus planos para hoje uns segundos para te dizer: Confia mais em ti.

Não deixes de fazer seja o que for por causa de alguém não concordar, ou por medo das reacções. Se deixares de fazer algo, que seja porque não é aquilo que queres fazer. Porque analisaste a situação e tiraste as tuas próprias conclusões. Sem arrependimentos nem incertezas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s